Por Daniel Saraiva em 24 de junho de 2015

“A vida é como uma montanha-russa, com altos e baixos”. É em determinados momentos da vida que começamos a perceber o quanto as frases clichês são verdadeiras. Às vezes escrevemos ou mesmo lemos textos enormes falando de como a vida tem seus momentos bons e ruins e isso de certa forma nos toca profundamente, nos fazendo pensar. Mas o incrível é que para se resumir tais textos basta uma frase clichê e ela dirá em poucas palavras o que acontece com a sua vida. Não são poucas palavras que nos fazem sentir melhor, porém costumamos afirmar que nossos problemas são bem maiores do que o conselho e que ele não pode ser resumido por uma frase, mas na verdade são aqueles textos que mostram detalhe por detalhe o quanto a vida é difícil, para no final da leitura falarmos: é isso mesmo.

Mas dentre textos e frases, o que precisamos saber é que tudo faz sentido, que a vida realmente não é fácil, de fato não pedimos para vir ao mundo, então por que temos que passar por coisas tão ruins, mesmo que nossa vida seja repleta de boas ações?
Pior ainda é que quando esses problemas chegam temos o horrível sentimento de inferioridade. Pensamos “eu sou a pessoa que mais sofre nesse mundo”. Achamos que todos os outros estão bem melhores do que nós. Ter atitudes assim não fará você melhorar, pelo contrário: irá lhe envolver numa camada de inferioridade achando que você é sempre a vítima que sofre mais, quando na verdade todos nós passamos por isso. Se você fizer uma enquete com todas as pessoas que vê à sua frente e perguntar a elas quantas passaram por problemas onde não enxergaram saída, mas que hoje conseguiram superar,  irá perceber que isso não é exclusividade sua ou do meio em que vive. O que diferencia é a forma como cada um lida com sua situação. De fato os motivos da outra pessoa nem se comparam com os seus e talvez você consiga se imaginar superando os dela bem mais facilmente. Mas cada um com os seus problemas, não é? E cada um sabe onde seu sapato aperta. Talvez minha situação possa parecer não solucionável a meus olhos, mas para outros bastaria apenas um dia para resolver. Não podemos julgar a dificuldade de ninguém ou mesmo nos vangloriar que a nossa é maior, pois no final das contas não é fácil para nenhum de nós. Devemos entender que a vida de cada um é diferente, os caminhos e decisões os levaram para lugares que talvez você não quisesse ir. São caminhos e escolhas bem diferentes das suas.
Não é fácil passar por determinados momentos na vida e, se não tivermos estrutura, podemos chegar a desenvolver várias doenças. Uma das principais será a depressão – algo que se tornou “normal” nos dias de hoje pelo fato do jovem não estar totalmente preparado para as dificuldades que naturalmente tendem a acontecer. Eu, que já passei por isso, poderia dizer que se você se lamentar ou mesmo jogar tudo pro alto vai lhe fazer se sentir melhor ou fazer com que as coisas se resolvam mais rápido. Mas isso não acontece. Infelizmente a vida não para, não espera por quem está desistindo, ela não acolhe quem está caído. Costumo dizer que a vida é como um trem e que os momentos difíceis são as estações pelas quais temos que passar. Se você desiste ou mesmo dorme no ponto, acabará passando e terá que esperar mais um bom tempo. Se isso é cruel? Sim, mas infelizmente é essa a forma da vida lhe mostrar que por mais difícil que seja, você não pode e nem deve desistir. Não faça da sua dor algo para você cair, nem arranje uma maneira de se acostumar a ela. Faça dela um momento ruim pelo qual você não quer passar novamente e, por mais doloroso que seja, logo você estará pronto para buscar o dobro da sua felicidade.
Vida fácil de fato nenhum de nós temos, nem aqueles que mais aparentam ter. Talvez aquela pessoa que está dentro do mesmo círculo de convivência que você não tenha as mesmas dificuldades, mas ela também tem seus problemas, que podem ser tão difíceis e dolorosos quanto os seus. Não se prenda olhando o que o vizinho faz para conseguir chegar lá. Não olhe a vida dele, pois isso fará você se perder no meio do caminho. Todos nós somos fortes, sim, mas temos que ver que somos fortes para cada situação, afinal de contas não somos super-heróis. Somos humanos e são as dificuldades que nos dão a possibilidade do crescimento. Por pior que seja, a dor é necessária. E enfrentá-la é essencial. Somente assim poderemos chegar a grandes conquistas. Como disse Abraham Lincoln, “o êxito da vida não se mede pelo caminho que você conquistou, mas sim pelas dificuldades que superou no caminho”.

Abraços!

Deixe sua opinião

Seu email não será publicado.



*

Seja o primeiro a opinar sobre “Quando momentos dificeis vêm a vida não para”.