Facebook Instagram Twitter Tumblr Youtube
Por Daniel Saraiva em 10 de agosto de 2016
0 Comentários  |  Loading Ler mais tarde
Fugir de um problema nunca será a melhor opção, mas em alguns casos, insistir para resolver se torna destrutivo psicologicamente, não é mesmo? Pense só no quanto sua vida está se repetindo e os problemas parecem não ter fim, e quando você finalmente se vê livre de um, rapidamente vem outro. Desgastante é a palavra certa e você começa a se perguntar se essa é a vida que tanto queria. Meu conselho em relação a tudo isso? Viaje. Pode parecer meio imaturo ou mesmo radical demais, afinal, quem vai largar praticamente tudo do nada para se aventurar no desconhecido? Mas percebem o efeito dessa última frase na sua vida ou mesmo o quanto essa palavrinha desconhecida causa uma sensação diferente? Talvez seja isso que você precise, de uma quebra de rotina, de um diferencial pro seu cotidiano. Podem até pensar que falar é fácil, mas acredite, viajar não é tão difícil quanto pensa, basta querer.
Imagine agora o seu problema e em seguida analise o seu tamanho. Qual deles é maior? Agora pegue o seu problema e o compare com o mundo. Qual deles se torna maior? Talvez quando você começar a explorar  1% desse vasto mundo que habitamos encontrará saída para sua exaustiva rotina. Aprendi que algumas vezes é preciso fugir do problema, não para se esconder, mas para vê-lo de longe e assim ter uma perspectiva diferente olhando de fora. Viajar não é tão fácil, eu sei, não se trata de juntar tudo e sair pela primeira estrada, temos obrigações e deveres que infelizmente nos prendem a esse cotidiano, mas não as use como justificativa para ficar. Use-as como um motivo a mais para sair por um tempo, isso não será irresponsabilidade, mas amor pela vida e principalmente por você mesmo, sentimento que muitas vezes esquecemos de alimentar.
Viajar não vai te curar de tudo, mas te fará mudar em muita coisa, por isso, viaje. Se você está preso a milhares de coisas que não te permitem sair, desate todos esses nós e não perca tempo: viaje. Talvez quando estiver no avião e vir lá de cima pessoas em tamanho de formigas, perceberá que os problemas não são tão grandes quanto se pensa. Começará a ver o mundo por uma perspectiva diferente, verá sua vida de uma maneira diferente, pois afinal você estará fora dela por um tempo.
Não viemos ao mundo para viver uma vida de tormento. Viajar não te faz um covarde, mas te dá a oportunidade de sair de um lugar que não está te acrescentando nada. Em algumas situações colocamos inúmeros empecilhos para nos prendermos ao mesmo lugar, mas não custa insistir, mudar. Entenda, não estou pedindo para que fuja e sim para que você se ausente durante alguns dias, pois acredito que é isso que você precisa. Não importa o lugar, desde que você vá.

 

Acredite no que digo, viajei e me curei de muitos problemas que achava sem solução mas que precisava apenas enxergar de um outro ângulo. Precisava de um tempo para respirar e para esquecê-los, mesmo que por algumas horas, para assim começar a ver outras coisas nas quais sou realmente bom, porque um problema te traz cada vez mais para baixo. Viaja te impulsiona, te faz ir além. Eu viajo sempre que posso. E você, que tal viajar também?

Abraços!