Facebook Instagram Twitter Tumblr Youtube
Por Daniel Saraiva em 8 de dezembro de 2017
3 comentários  |  Loading Ler mais tarde

Há momentos na vida em que sigo pensando o que há de bom mesmo na internet. Vocês também pensam assim? Existem épocas em que você se pergunta se é realmente necessário manter uma página/rede social online se isso ocupa 100% do seu tempo. Quando passo por épocas assim me pergunto se dar um tempo de tudo é realmente necessário, afinal já se tornou regra o blog parar uma vez por ano. Não que isso seja irresponsabilidade minha ou mesmo falta de interesse, como já falei anteriormente, amo esse lugar, a energia que ele me passa e o crescimento que ele me proporcionou até aqui. Porém, há momentos em que é necessário sim, nos afastarmos um pouco para enxergarmos sob um novo ângulo o que estamos fazendo e assim refletirmos e procurarmos novas ideias, caminhando rumo à evolução.

Há momentos em que fico com receio de passar a imagem de uma pessoa sem compromisso e inconstante por estar sempre querendo mudar uma coisa ou outra aqui no blog. Aliás, não somente aqui, mas em tudo: na verdade procuro sempre a renovação, sempre trazer algo novo que fuja um pouco da rotina. Sim, eu tenho muito problema com rotina e acredito que todos que possuem blogs devem também procurar trazer algo novo, pois caso contrário você poderá se fadigar ou mesmo tornar seu espaço mecânico, sempre com os mesmos assuntos e nenhuma novidade. Isso sem contar que cada vez mais as pessoas estão desistindo de ler blogs, como já falei anteriormente, então é necessário sim nos renovar para conquistar um novo público, mas claro, sem perder a identidade.

O que aprendi longe de tudo

Aprendi que na vida você não precisa ser somente sorrisos, que se você não estiver bem é normal se desligar um pouco de tudo. Há pessoas que não colocaram crédito no que você faz? Sim, mas acima de tudo é preciso entender que somos humanos, não podemos nos sobrecarregar muito, pois em algum momento podemos desmoronar. Passar um tempo longe me fez enxergar cada vez mais meu espaço e ver o que preciso acrescentar e mudar, sim mais mudanças virão. Mas acima de tudo aprendi que espontaneidade nas redes sociais é muito melhor do que forçar algo que não representa quem você realmente é. E foi assim, longe do Garoto in Foco que consegui enxergar ou reenxergar o propósito de ter esse espaço, afinal, em momentos ruins poucos são os que conseguem enxergar coisas positivas, mas a minha estava aqui. É nesse lugar, entre as páginas do Garoto in Foco que me sinto feliz e realizado. Aqui perco meus medos e me sinto livre para ser cada vez mais eu mesmo, sem rótulos, sem invenções, enquanto também ajudo quem lê e acompanha.

Bom, o mais importante é que seu espaço deve ser uma extensão do que você é. Se aquele momento que você está vivendo for ruim, não é errado mostrar que não está bem. Precisamos entender que a vida não é só felicidade e mostrar isso 24 horas nas redes sociais acaba se tornando uma grande mentira. Lógico que não se trata de expor tudo o que está passando, mas de haver um equilibro entre o que se posta e o que se está realmente sentindo.

E para concluir, peço que não desistam do Garoto in Foco assim como eu nunca desisti. Estou sim, em constante mudança e refletindo cada vez mais sobre tudo isso aqui, porém, uma coisa é certa: homens demoram a amadurecer mais do que as mulheres, então ainda estou nessa fase de amadurecimento, hahahahaha! Portanto, é necessário paciência, pois tudo são ciclos e fases e para que uma nova fase venha é necessário encerrar a antiga. E é isso que estou fazendo. Que venha o recomeço!

Abraços!