Facebook Instagram Twitter Tumblr Youtube
2015 estava acabando e junto com ele minhas esperanças de dias melhores. Estava numa fase onde me encontrava perdido, onde não sabia que rumo tomar e a pressão que sofria por já ter passado dos vinte e ainda está confuso sobre minha vida me torturava a cada vez que deitava a cabeça no travesseiro. Nunca pensei que viver e ser feliz fosse tão complicado, falo no sentido de estar realizado consigo mesmo entendem? Parecia que tudo fizesse vinha uma onda derrubava e tinha que fazer mais uma vez, era um ciclo sem fim, uma caminhada que não avançava, e quando olhava pros lados só enxergava pessoas correndo enquanto eu estava preso como se possuísse corrente nos pés, falta de esforço e coragem não foi, então falava para Deus o que ele queria mais que fizesse para que eu conseguisse sair do lugar. Posso estar escrevendo sem especificar ao certo qual era meu objetivo, mas acredito que muitos entendem do que estou falando não é mesmo?
Por mais que possuísse um desejo e uma vontade de seguir meus sonhos, me sentia cansado de batalhar por eles. Sempre falo para meu ciclo de amigos que ser um sonhador não é uma tarefa fácil. Eu achava que já tinha feito de tudo e não havia mais nada, a não ser mudar o caminho e seguir como um ser humano normal, ou mesmo parar tudo e viver uma frustração sem fim. É complicado especificar o que você sente quando está assim, mas parece que o mundo gira contra, você olha para os lados e vê sempre pessoas à frente de você, e quando olha para trás começa a lembrar do quanto sofreu para estar aqui e ainda assim não está nem um terço de onde gostaria, mas você também não quer olhar para a frente, pois sabe que irá enxergar um caminho que parece sem fim, e o pior, você está muito cansado de tudo.
Quando estava caído percebi que a vida não lhe dita quantas vezes você tem que cair e sim que se cair deve levantar, mesmo não tendo forças e mesmo sendo o mais difícil a se fazer. Percebi que meu maior desânimo estava ligado ao fato de sempre olhar para os lados e deixar de olhar para o meu trajeto. Não podemos focar no que os outros fazem, acham ou dizem a seu respeito e principalmente, seus sonhos não se realizarão somente para mostrar a todos que você conseguiu, mas sim para a sua satisfação pessoal, mesmo que nesse período ninguém esteja vendo. Foi aí que notei que sentir pena de mim por conta das minhas batalhas do passado não me faria avançar o caminho, mas sim travar num lugar e viver uma vida de frustração. De fato a vida não é fácil e ter um sonho a torna cada vez mais difícil, mas é essa dificuldade que nos mantém vivos e nos faz cada vez mais batalhadores, mesmo quando temos que enfrentar um grande percurso e já estamos sem forças. Levantar mais uma vez depois de uma queda não tornará a vida mais fácil. As dificuldade sempre virão, independente de estar no caminho certo ou errado, porém nem preciso dizer  qual deles escolher, não é mesmo? Talvez meu problema não seja maior que o seu ou minha vida seja mais fácil que a sua, mas não devemos tomar isso como base. Não somos iguais, cada um tem um caminho e olhar para o do vizinho não te fará bem, só levará a uma frustração maior, pois a vida dos outros sempre parecerá melhor. Mas lembre-se, cada um tem sua dificuldade, que não precisa ser igual à do colega ao lado, mas nem só por isso deixa de ser dificuldade.

 

E mais uma vez me levantei após uma queda e continuei minha caminhada. Se vou encontrar rosas no final dela, isso eu não sei. Porém, minha esperança renovou minhas forças e assim vou caminhado até chegar lá. Não quero ser a pessoa que fala que nem chegou o meio do ano e já pede pra acabar, que diz que já viveu o que tinha de viver, que o ano foi a mesma decepção dos outros. Quero ser aquela pessoa que acaba um e já inicia o outro fazendo tudo diferente. Vou me concentrar apenas em coisas boas e viver uma vida bem melhor, que ao invés de me lamentar, me faça deitar no travesseiro e suspirar. Você pode até pensar que é muito fácil dizer palavras bonitas para uma pessoa que está na pior, porém, lembre-se que a pessoa que vos escreve não está apenas lhe motivando, mas sim relatando algo que também aconteceu com ela. E espero sinceramente que isso não seja em vão, mas que te ajude a escolher o melhor caminho e se levantar não apenas uma vez, mas quantas forem necessárias.
Abraços!

Deixe sua opinião

Seu email não será publicado.



*

Seja o primeiro a opinar sobre “O dia em que me levantei mais uma vez”.