Há 5 anos, quando decidi ingressar na carreira de modelo, sempre imaginei que a minha fosse decolar rapidamente como de alguns profissionais que eu admirava. Mais tarde a vida e o mercado me ensinaram que não é dessa maneira que as coisas acontecem, que por mais que alguns modelos surjam da noite para o dia, isso não necessariamente acontecerá com você. Cinco anos se passaram e ao olhar para trás vejo o quanto dar um passo de cada vez foi importante para mim, que cada degrau subido foi uma vitória a ser comemorada. Hoje sou muito grato a tudo que tem acontecido nesses últimos anos e acredite, por mais que não tenha mais postado tantas matérias de making of como fazia antigamente, ainda comemoro bastante cada trabalho e me sinto realizado.

Processed with VSCO with c1 preset

Um dia antes de ir para Natal-RN fui selecionado para fazer dois trabalhos que estavam marcados para o mesmo dia da viagem, só que com a diferença de algumas horas. Um era o photo shoot para a Atto favo, marca para a qual tive o prazer de trabalhar pela sexta vez, mas para mim cada trabalho é sempre um novo desafio. O outro era um editorial para a revista virtual Ozten, na qual já tinha trabalhado com aquele editorial dos anos 90. No dia combinado para as fotos tinha ido primeiramente para meu atual emprego e logo após segui rumo ao local das fotos, um pouco nervoso por conta do horário e também pelo trabalho. Chegando no local indicado começamos a maquiagem e partimos para o shoot. Como já tinham me explicado um pouco do estilo a ser focado, já tinha em mente o que fazer, porém, ainda assim fica aquele nervosismo de que o resultado saia como o esperado. Como foi selecionado apenas um look terminei o mais rápido possível.

Processed with VSCO with c1 preset

No editorial para a revista já foi mencionado que só seria permitido fotografar os bastidores de apenas um look, que aliás são poucas as revistas que permitem fotografar o making of. Ao todo foram quatro looks que seguiram uma temática streetwear, mas antes das fotos começarem a equipe já tinha me falado que queria algo bem diferente do que estava acostumado a fazer. Foi uma realização profissional enorme poder participar de tudo isso e ao mesmo tempo um desafio que pretendo guardar para sempre. Para essas fotos não foi pedido 100% carão e poses de modelo, eles queriam ousadia e muitas expressões. Não é sempre que costumo fazer trabalhos assim, mas é sempre fundamental estar preparado para quando chegar a hora certa poder dar o meu melhor. Como é uma revista, vai demorar um pouco até sair o resultado, por isso resolvi adiar cada vez mais esse post.

Processed with VSCO with c1 preset

Processed with VSCO with c1 preset

Ao término de tudo tive que correr para fazer as malas e viajar, mas no final deu tudo certo, foi um dos dias mais corridos que já tive e enquanto estava voltando para casa vi que esse tipo de correria faz parte da vida de um modelo, que é cansativo, porém muito prazeroso. E se foi isso o que escolhi fazer, é isso o que me deixa feliz.
Abraços!

Deixe sua opinião

Seu email não será publicado.



*

Seja o primeiro a opinar sobre “Making of Ozten e Atto Favo: a correria por trás das câmeras”.