Por Daniel Saraiva em 4 de novembro de 2015

Isso não precisa ser o fim de tudo. Por mais que as dores insistam em aparecer, você não precisa acreditar que acabou. Você pode transformar essa sua história num capítulo e partir para outro, acredite. Não, isso não pode ser o fim. Sofrer faz parte da vida, mas a vida também dá a oportunidade de transpor essas barreiras e perceber que existe um jardim lindo logo após essa muralha gigantesca.

Não posso prometer que ficando você conseguirá por um fim nesse sofrimento, que as dores não irão mais existir, pois isso faz parte do ciclo da vida, faz parte do viver de cada um de nós. Mas a vida te pede mais uma chance para mostrar que você pode superar tudo isso e que não precisa optar por esse caminho. Não estou aqui para questionar o que fez você desistir, estou aqui para pedir que fique mais um pouco, que se dê a oportunidade de aproveitar mais, viver mais e sonhar mais. A vida te pede isso.
Se sua vida é inundada de momentos ruins, que tal jogar fora essa sua coleção e trazer uma nova com momentos que te fizeram feliz? É incrível como as decepções não param de chegar em nossas vidas, mas a felicidade também já se fez presente, eu sei que já. Mesmo que por pouco tempo ela esteve lá, e se você juntar todas essas boas lembranças terá muitos momentos felizes. Pense nisso e fique mais um pouco. Você pode ter mais. Fique para experimentar coisas novas, tentar novos projetos ou mesmo começar uma nova vida, mas por favor, fique mais um pouco, a vida te pede isso.
Deixe a vida te contar o segredo de ser feliz, de ver as cores na simplicidade do cotidiano, de descobrir um outro mundo dentro do seu. Deixa ela te mostrar, te provar que vale a pena ficar um pouco mais. Por mais que você esteja sofrendo agora, não foi para isso que veio ao mundo. Todos nós viemos para ser felizes, mesmo que para alcançar a felicidade tenhamos que pisar em alguns espinhos de vez em quando. Mas isso não pode te fazer desistir, não agora, quando há tanta coisa boa prestes a acontecer. Então, por favor, não vá.
Eu sei que você já chorou muito, sei das noites que passou em claro tentando encontrar respostas e uma solução para essa dor enraizada aí, dentro de você. Mas aguente um pouco mais, só até isso tudo acabar. Nenhuma tempestade pode durar para sempre e eu estarei aqui com você o tempo que for preciso. E se esse temporal não passar, nós mesmos buscaremos o sol, onde quer que ele esteja. Então, por favor, fique.
Nós temos esse poder, sabia? O poder de mudar as coisas, de encará-las de um jeito diferente. E quando a gente toma essa consciência elas começam mesmo a se transformar. Pode demorar um pouco, eu sei, mas não tem problema. Esperamos o tempo que for preciso. E recomeçamos quantas vezes for preciso, também. Então trate de ficar. Não é hora de ir a lugar algum, não sem antes realizar aquele sonho. E eu sei que você vai conseguir.
Pense em algo bom, algo que você goste muito. Não seria legal ter que se despedir disso para sempre, seria? Então façamos o seguinte: você fica e nós vamos procurar todas as coisas que você gosta e que te fazem sorrir. Não posso prometer que será fácil, mas posso garantir que valerá. E sabe por quê? Porque a vida vale a pena. Por isso eu não vou soltar a sua mão. Fique mais um pouco, então. Fique e se dê a chance de ser feliz. Isso não precisa ser o fim. Vem, vamos recomeçar. E se der errado dessa vez, a gente tenta de novo e de novo e de novo, não se preocupe. Não tenha medo. Eu sei que você pode. Só depende de você, então… Fique! E se não for por nada do que eu disse, apenas fique. Porque esse mundo não é o mesmo lugar sem você.
*Segundo a Organização Mundial de Saúde, o suicídio já é a principal causa de morte para pessoas de 15 a 29 anos de idade, embora pessoas com mais de 70 anos tenham mais probabilidade de tirar a própria vida. Ele já mata mais jovens do que o HIV em todo o mundo. Por isso, resolvi fazer esse post. O suicídio ainda é um assunto pouco comentado no meio familiar, nas escolas e nas rodas de amigos. Mas ele acontece todos os dias e muito próximo a nós. Porém, pode e deve ser evitado. E para isso é preciso que cada um de nós faça a sua parte. O primeiro passo é parar de achar que é bobagem ou mimimi o comportamento daquele amigo que insiste em se isolar ou que não quer conversar. Leve a dor alheia a sério. Mostrar que você realmente se importa é fundamental e pode salvar a vida de quem você ama. Nós podemos fazer a diferença. Eu me importo. E você?


Para ver mais da campanha postada pelo blog Conversa de Gente Fina, leia o texto A última carta.


Deixe sua opinião

Seu email não será publicado.



*

Seja o primeiro a opinar sobre “Fica mais um pouco, a vida te pede isso”.