Por Daniel Saraiva em 6 de abril de 2015
Estamos na era do “as coisas acontecem agora”. Ser um sonhador no meio disso é como ser um peixe fora d’água. Sonhar não é para qualquer um. Ter um sonho é um presente dado por Deus, pois não existe qualidade melhor do que ser um sonhador, mas enquanto ele não é realizado, vem aquela sensação de estar parado no tempo e daí surgem as várias frustrações. É complicado, sobreviver a tudo isso não é nada fácil, porém, no final a palavra que você soltará de primeira será de gratificação. Sou muito religioso, sou daqueles que acreditam que não viemos ao mundo se não for para Deus e que tudo tem um propósito na vida que é traçado por Ele, então não precisa temer, pois seus sonhos foram algo concedido por Ele antes mesmo que se pudesse imaginar, e acredite, quando Ele resolve fazer não há ninguém que consiga impedir.
Mas enquanto o sonhos não vêm, o que acontece? Você tem a sensação de que todos estão se movendo, menos você. A impressão é que é o único parado em meio a uma multidão. Muitas vezes percebe que as pessoas que estão na mesma batalha conseguem desfrutar dos seus sonhos mais rápido que você. E como lidar com isso? Nos vemos diante de uma espera que não se tem certeza de quando irá acabar. É ai que as frustrações parecem maiores e fazemos vários questionamentos, como “até quando irei ficar nisso? Será mesmo que nasci pra isso? Por que devo continuar numa coisa que até agora não me trouxe benefício nenhum? Por que todos conseguem, menos eu? Bem que as pessoas falaram que isso não ia dar certo”. E por aí vai.
Às vezes, quando estamos cansados vamos buscar auxílio em alguém que achamos que vai nos ajudar, porém muitas vezes acabamos escutando coisas que nos deixam pior do que já estamos e muitas dessas pessoas aparentam ser sábias. Puro engano. Mas deixa eu te dar um conselho: não espere que as pessoas entendam coisas que estão longe do cotidiano delas. Estamos mais acostumados com gente frustrada ao nosso redor do que com sonhadores. Nem sempre as pessoas têm paciência de entender um sonhador, mas não as julgue, pois no momento certo elas se darão conta de que estão totalmente enganadas. Não deixe que as duras palavras de terceiros atravessem seu coração, e se necessário conte seus sentimentos e situações para aquele único amigo que lhe apoia, sim, pois nós sonhadores infelizmente não teremos muitos amigos que irão nos apoiar nos loucos projetos que temos.
O mundo está cercado de pessoas que não se importam com os outros e que só esperam o momento certo para lhe atacar com suas palavras, mas por que se prender a essas palavras? Por que temos que nos prender somente as coisas negativas e não às positivas? Se quando estamos estressados queremos fugir para um lugar tranquilo para nos sentirmos felizes, por que não podemos fazer isso com as palavras? Fugir de palavras de ódio, rejeição e ir para onde há apenas palavras positivas? Elas não estão do outro lado do país, muitas vezes essas palavras positivas estão na outra rua, ou mesmo na casa de alguém.
Enquanto aquele sonho não vem é normal nos frustrarmos e virem até nós pessoas querendo nos desanimar, agora o diferencial é o que você fará com essa situação. Só não vale bater de frente e dar o gostinho que elas tanto querem, apenas ligue o botão de “não ligo” e se não aguentar escute uma música que lhe faça bem, tome um ar, coma um chocolate, mas não chore. Sei que é difícil. Muitas vezes é isso que eles procuram. Somos pisados, mal interpretados, sofremos injustiça, saímos de casa chorando e voltamos chorando. Mas você é maior que tudo isso, sim, você mesmo, que passa por isso e está lendo esse texto. Isso são os chamados destruidores de sonhos e muitas vezes eles aparecem para nos deixar mais fortes e com mais vontades de correr atrás dos nossos objetivos, mesmo que isso tenha custado uma noite de desânimo. Sei que para onde você olha geralmente encontra palavras de desânimo, mas olhe para onde você se virou agora, para mim, e estou aqui para fazer você acreditar em si mesmo e fazer você enxergar o quanto é melhor do que tudo isso.

Deixa eu te contar uma coisa: na história política existiu um homem chamado Frank Roosevelt. Ele tinha o sonho de ser presidente e aos 36 anos ele contraiu uma doença que o deixou em uma cadeiras de rodas. Nessa situação alguns disseram para ele: “desista do seu sonho, isso é perda de tempo!” E ele respondeu: “Jamais desistirei.” Esse mesmo homem conseguiu se curar de sua doença e foi o único presidente na história norte americana que foi reeleito 4 vezes consecutivas. E assim como ele existem muitos outros, a história é feita por pessoas assim, que largaram tudo para não desistir dos seus sonhos. E você não pode desistir, muitos podem até achar bobagem, mas se é isso que você pede todas as noites antes de dormir, então corra atrás. Se ainda não aconteceu, paciência, mas acima de tudo, perseverança.

Se seus sonhos ainda não aconteceram, não pare. Continue a caminhada ou retorne a ela. Saia do quarto e do desânimo e volte a motivação de quando você iniciou. Se possível, relembre o que lhe fez começar com esse projeto, o que lhe levou a chegar até aqui e use isso como força. Lembre: a diferença entre os que apenas sonham e os que conseguem realizar é apenas um detalhe: não desistir.
Abraços!

Deixe sua opinião

Seu email não será publicado.



*

Seja o primeiro a opinar sobre “Enquanto os sonhos não se realizam”.