Todos os posts sobre Se Liga Na Tendencia
Tendências podem ser confundidas? Sim, principalmente quando não há explicações detalhadas sobre elas. Não é a primeira vez que assimilamos uma tendência a outra, afinal, de tão parecidas, fica quase difícil notar a diferença. Bom, a tendência que irei abordar hoje será as Oversized e Longline. você saberia dizer qual a diferença entre as duas, já que ambas consistem em ser peças maiores que os padrões normais?
Se a moda há cinco anos atrás ia de encontro a peças skinny’s (bem ajustadas ao corpo), uma parte da moda resolveu ir para o lado contrário e apostar em peças maiores e mais largas, que deem aquele ar meio largado de rua. Não que roupas justas tenham saído de moda, na verdade elas continuam firmes no mercado, mas é como se a moda masculina fosse divida em três públicos: os que preferem roupas coladas, os das roupas folgadas e os Garotos in Foco, que optam por usar de tudo um pouco, hahahaha!
Essa é mais uma das tendências que tiveram a influência das ruas, pois seus principais adeptos eram jogadores de basquete e rappers, por volta dos anos 90. Nisso ela foi ganhando novas adequações até chegar nos desfiles da nova grife Vetements, na Semana de Moda de Alta Costura. Hoje ela é facilmente identificada no estilo de alguns famosos, como Rihanna, Justin Bieber e Kanye West, que são alguns dos maiores apostadores dessa tendência, isso para citar apenas alguns. Mas basta passear pelo Tumblr ou mesmo Pinterest que aparecerão vários estilos e adeptos das sobras de tecido.
Para diferenciarmos ambas peças precisamos saber que uma Longline é alongada no seu comprimento, tendo mangas em tamanho comum, com apenas o tronco da peça alongado. Já a Oversized é larga nas laterais e suas mangas são grandes e folgadas, dando a impressão de que ela é um número maior que o manequim de quem a usa. Lembrando que esse nome é um termo em inglês usado para definir algo excessivamente  grande. Porém, elas não se limitam apenas a t-shirts. Ambas podem vir em camisas de botões, moletons, jaquetas e blazers. O tamanho mínimo de ambas as peças é quando elas ficam na altura dos seus braços, já o máximo não existe: quanto maior melhor.
Como usar?
Se vai usar long line ou oversized com jaqueta é ideal que dê destaque à camisa, usando de uma forma que a deixe passar do comprimento da sobreposição, mas se quiser algo mais largado poderá optar por jaqueta e camisa em ambas as linhas. Não se limite apenas às que você possui, seja criativo, nem que para isso você precise vez ou outra pegar emprestada uma camisa do guarda-roupa do seu pai. Oversized com jaqueta menor do que ela está ganhando cada vez mais os garotos e o segredo é deixar mesmo a camisa ficar maior. Aliás, o segredo é o exagero da peça, seja ela oversized ou longline, o que vale é: quanto maior melhor.
se-liga-na-tendencia-oversized-longline-modelo-daniel-saraiva1 se-liga-na-tendencia-oversized-longline-modelo-daniel-saraiva2 se-liga-na-tendencia-oversized-longline-modelo-daniel-saraiva3 se-liga-na-tendencia-oversized-longline-modelo-daniel-saraiva4 se-liga-na-tendencia-oversized-longline-modelo-daniel-saraiva5 se-liga-na-tendencia-oversized-longline-modelo-daniel-saraiva6 se-liga-na-tendencia-oversized-longline-modelo-daniel-saraiva7 se-liga-na-tendencia-oversized-longline-modelo-daniel-saraiva8
Abraços!

 

Quer valorizar uma calça? Que tal dobrar a barra? Quer deixar o look mais leve no verão? Então dobrar também é uma ótima ideia. Uma das melhores propostas da estação do calor é termos a liberdade de usar peças mais leves, então até aquela bermuda pode acabar virando uniforme no seu dia a dia. Claro que a maioria dos ambientes profissionais ainda não aderiram à bermuda como parte das vestimentas de trabalho, mas para fugir um pouco do calor você pode optar por um look de barra dobrada.

Como muitas outras tendências, a arte de dobrar a barra não é um assunto atual. Ele teve início em 1950, quando um príncipe inglês aderiu ao hábito de mostrar seus tornozelos, o que logo acabou virando estilo entre todas as pessoas da monarquia. No Nordeste brasileiro é muito comum observarmos pescadores e sertanejos também fazerem uso da barra dobrada com a finalidade de facilitar a caminhada à beira-mar ou mesmo para não pisarem em calças cuja barra não foi devidamente ajustada ao seu tamanho. Hoje esse assunto voltou a circular no meio da moda. Essa foi a tendência aceita mais rapidamente pelo público masculino, mas como tudo na moda demora um pouco para que os garotos se adaptem, o segredo é sempre saber se encontrar com seu estilo em relação àquela tendência. Se você faz um estilo mais básico escolha uma camisa simples com uma calça slim ou skinny, passe duas dobras, coloque um sapato bacana e pronto, seu estilo está formado! Não é necessário o uso de muitas peças se essa não é a sua pegada, então a composição fica a seu critério.
Você pode usar tênis, bota, mocassin, slipper ou o que quiser com a barra dobrada e isso até dará uma identidade a mais no seu estilo. Mas muito cuidado, pois dobrar a barra da calça poderá lhe deixar com a silhueta achatada, em outras palavras, poderá ficar baixinho. Para que isso não aconteça experimente usar a dobra mais fina. Ah, lembrando que não é necessário o uso de meias, porém, caso deseje optar por elas é bom que haja uma adequação à sua identidade também.  E lembre de optar por pares de meias diferentes da calça, assim você poderá destaca-lás melhor. Calças folgadas com barra dobrada poderão lhe deixar com um visual largado, por isso veja se não é o caso de optar pelas mais justas. Você poderá usar com blazer, jaquetas, camisas sociais ou mesmo t-shirts, é uma tendência que pode se adequar a todos os estilos, o segredo é você saber a combinação que ficará bacana em você. O certo é que a dobra fique 4 centímetros acima do tornozelo (4 dedos acima do tornozelo) e nada de dobrar em excesso: uma a duas giradas na boca da calça e já estará de bom tamanho. Lembrando que não é necessário ser bem certinha e alinhada, as famosas “emboladas” também fazem muito sucesso.
calcadobrada-tendencia-modelo-daniel-saraiva1 calcadobrada-tendencia-modelo-daniel-saraiva2 calcadobrada-tendencia-modelo-daniel-saraiva3 calcadobrada-tendencia-modelo-daniel-saraiva4 calcadobrada-tendencia-modelo-daniel-saraiva5 calcadobrada-tendencia-modelo-daniel-saraiva6 calcadobrada-tendencia-modelo-daniel-saraiva7 calcadobrada-tendencia-modelo-daniel-saraiva8 calcadobrada-tendencia-modelo-daniel-saraiva9

Lembre-se: vestiu uma calça e quer destacar a parte debaixo do look? Passe duas dobras e escolha a forma como deseja usar. Faça dessa tendência uma combinação pessoal. A escolha é sua.
Abraços!
Um clássico da moda masculina, essa é uma tendência para chamar de nossa, pois só tempos depois de sua criação é que ela foi readaptada para o guarda-roupa feminino. Atemporal, clássica, sofisticada, elegante, estilosa, esta é apenas uma das características atribuídas a essa peça. Mas antes de mais nada precisamos saber sua verdadeira origem.
Foi criada pelos irmãos Jack e Irving Schott, de origem russa, mas que se mudaram para os Estados Unidos em 1913 para criar sua empresa especializada inicialmente em roupas de chuva. Porém, nos anos 20 se dedicaram a jaquetas para motoqueiros, graças ao crescimento do veículo de duas rodas. Mas foi somente em 1928 que os irmãos Schott apresentaram a jaqueta Perfecto, nome inspirado na marca de charutos favorito de um deles. O casaco foi pensado para proteger no caso de queda e foi resultado de um pedido de uma revendedora de Harley-Davidson. O resultado foi o sucesso imediato.

Mas não pense que qualquer jaqueta de couro pode ser chamada de Perfecto, na verdade ela possui um modelo único e são poucas que representam esses critérios.

jaqueta
Primeiro a peça foi selecionada pelo motoqueiros e foi no filme “O Selvagem”, interpretado por Marlon Brando, que ela virou febre e acabou adaptada para o estilo bad boy. Em meados dos anos 50 seu uso foi proibido nos colégios dos Estados Unidos e Inglaterra. Já nos anos 60 ela ficou extinta e só retornou na época do movimento punk, sendo adotada por muitos músicos.

Hoje ela se tornou um item que nunca sai de moda e pode ser adaptado com qualquer outra peça. A Perfecto tem o poder de se adequar a todos os estilos, deixando seu look mais elegante, com uma puxada rebelde, isso de acordo com o que se usa na combinação. Muitas marcas lhe deram uma repaginada e hoje ela pode ser encontrada não somente em pretos, mas em cores e estampas variadas.

jaquetaperfecto-tendencia-modelo-daniel-saraiva1 jaquetaperfecto-tendencia-modelo-daniel-saraiva2 jaquetaperfecto-tendencia-modelo-daniel-saraiva3 jaquetaperfecto-tendencia-modelo-daniel-saraiva4 jaquetaperfecto-tendencia-modelo-daniel-saraiva5 jaquetaperfecto-tendencia-modelo-daniel-saraiva6

Agora que você conhece mais sobre essa tendência, não se limite na hora de usar e combinar. Ela pode ser encontrada facilmente em lojas que trabalhem com o couro ou mesmo em redes de fast fashion e é algo que não pode faltar no guarda-roupa de quem tem estilo.

Abraços!
Por Daniel Saraiva em 30 de março de 2016
Perceberam o quanto o clima anda confuso em alguns lugares? Aqui na minha cidade há uma mudança constante durante o dia e isso acaba nos prejudicando em alguns aspectos. Na verdade se torna um pouco chato por não sabermos qual a roupa certa para sair, pois se decido ir trabalhar de branco, por exemplo, há o risco de chover e isso acaba se tornando uma péssima escolha. Por isso, decidi me ajudar e ajudar vocês, selecionando uma série de peças que são essenciais para a mudança constante de clima. Detalhe: essas peças são tendências e têm até uma denominação – são chamadas de atemporais.
Mês passado ocorreu a semana de inverno masculina nos principais eixos da moda e com ela várias tendências maravilhosas, mas que infelizmente nosso clima não nos permite usar. Mas a moda não é tão cruel de mudar todas as peças durante cada estação, então há sempre aquelas que chamamos de atemporais. Elas não possuem muita informação ou detalhes, são peças simples, vindas em cores como preto, branco, cinza ou marrom, por exemplo, praticamente focadas no monocromático (em breve post sobre isso), embora elas não precisem necessariamente vir nessas cores. No mais, são aquelas que você usaria sem problema algum durante qualquer estação do ano. Elas são o que chamamos de peças clássicas, o que não significa que sejam antigas, mas sim eternas, que podem ser usadas em qualquer ocasião.
Peças atemporais são aquelas que podem ser usadas ano após ano, que independente de tendência elas continuam. Indicadas para nunca sair do guarda-roupa de um homem, são perfeitas para lhe salvar quando estiver fazendo sol ou chuva. Temos um privilégio no nosso Brasil, pois não seguimos tão à risca tendências de estações como nos outros países. Por lá certamente há um guarda-roupa para cada estação. Portanto, não existe uma lista específica de peças atemporais, existe gosto por determinadas peças, pois como não usamos de acordo com as estações, estamos livres para vestir o que quisermos e nisso entra aquele lance de identidade de estilo que sempre falo aqui no blog.
Bom, selecionei alguns itens chave para que mesmo com as mudanças de clima você possa tirá-las do guarda-roupa e usar à vontade. Além de proporcionar muito estilo, elas podem se encaixar bem em qualquer outra tendência.
atemporais-tendencia-modelo-daniel-saraiva1atemporais-tendencia-modelo-daniel-saraiva2atemporais-tendencia-modelo-daniel-saraiva3atemporais-tendencia-modelo-daniel-saraiva4atemporais-tendencia-modelo-daniel-saraiva6atemporais-tendencia-modelo-daniel-saraiva7

Para os garotos que se identificaram com essas peças, em algumas fast fashion é possível encontrar a maioria delas. Caso não encontre, sempre podemos contar com lojas onlines.
Abraços!