Todos os posts sobre GIF Dica
Por Daniel Saraiva em 7 de dezembro de 2016

Ousadia, uma definição que ainda é difícil de entrar na cabeça de muitos. Quer saber por quê? Infelizmente os meninos não são tão desenrolados como as meninas na hora de ousar em um look.  Às vezes o receio ainda fala mais alto, levante a mão quem se veste diferente e ainda não foi encarado de maneira estranha na rua por causa do que está usando? Usar o que se deseja não é uma tarefa fácil, mas que deve sim, ser realizada. Aqui no blog já passamos o Manual de Estilo do Garoto in Foco, já mostramos inspirações para compor a partir das principais tendências e muitas outras dicas, mas percebo que não é uma tarefa fácil para vocês. É normal sentir um bloqueio de criatividade ou ficar preso por não saber por onde começar, pois não se trata de um dia comprar uma jaqueta de paetê e pronto, você já está sendo ousado/estiloso. Tudo isso é um processo lento e de autoconhecimento. Você precisa primeiro se conhecer para ter a certeza do que realmente deseja ter dentro do seu guarda-roupa e principalmente daquilo que vestirá seu corpo.

Mas se você quer ousadia e pretende dar o primeiro passo, por que não começar pelo preto? Uma das cores mais básicas da cartela de cores, roupas nessa cor passam a mensagem de sofisticação e elegância sem precisar de muita produção. Por isso, nós, modelos, sempre optamos por looks all black para ir aos castings (algo que estou deixando aos poucos), pois você nunca erra. O que quero propor no post de hoje não é optar por looks All Black, mas usar uma peça diferente nesta cor tão básica. Na hora de escolher você não deve se deixar levar somente pela cor, procure peças com detalhes a mais, com uma estampa por cima, spikes, brilhos, patches ou mesmo uma modelagem diferente. Não precisa ser algo chamativo, apenas que saia da linha do básico. Nas inspirações que separei, resolvi unir um pouco das peças pretas que considero diferentes e que não se enquadram no quesito simplicidade, são elas jaquetas, calça, jardineira, camisa e boné.

streetwear1

Como o preto é uma cor mais fácil de se usar, você não terá problema na hora da escolha, por exemplo é muito mais fácil optar por uma jardineira preta ao invés de uma jeans que irá chamar mais a atenção, mesmo sendo jeans. E quanto a peças de padronagens diferentes, geralmente são elas que dão uma melhorada no look, tirando ele da linha do básico para algo mais produzido.

Outra dica valiosa é inverter a ordem da primeira e optar por combinar peças ousadas com pretas básicas. Mesmo que seja uma calça de brim você notará a diferença se combinada com outro modelo de calça. Para começar escolha apenas uma peça diferente, para que dê tempo de se acostumar a ela. Quando você perceber estará querendo muitas outras. Porém, lembre-se: não se limite apenas ao preto, pois é uma cor viciante. Use apenas como um primeiro passo e aos poucos vá aderindo a outras peças diferenciadas. O segredo disso tudo é ir evoluindo lentamente para não causar de imediato um choque em si mesmo e nesse processo você vai evoluindo e adquirindo o famoso estilo pessoal.

streetwear2

Bom, essa foi uma dica que usei logo quando decidi ousar mais e acabou sendo um processo bacana, pois aos poucos fui aderindo a novos estilos. A peça preta ainda é padrão no meu guarda-roupa, mas aos poucos vou deixando ela de lado para montar looks com uma pegada diferenciada. Por mais que um modelo opte pelo preto ou em eventos noturnos as pessoas gostem dessa cor, você não precisa seguir uma regra. Ouse cada vez mais e assim estará não apenas se conhecendo melhor, mas também se sentindo uma nova pessoa.

Abraços!

Por Daniel Saraiva em 28 de setembro de 2016
“Nada importava até a manhã em que fiquei na frente do meu armário e pensei sobre o que eu ia usar”. A frase citada é de David Granger, editor-chefe da revista Esquire e autor de um livro sobre estilo masculino – Guia Para Homens de Boa Aparência. Bom, o objetivo deste post não é falar sobre o seu guia, mas refletir um pouco sobre a frase citada. Quantos de nós não já não ficamos horas em frente ao guarda-roupa nos perguntando que roupa usar? Por mais que a escolha fosse simples, bastava escolher uma calça e camisa, você saberia que no fundo não era só isso que queria, não é mesmo? Sentindo a necessidade de ir além, de mostrar algo a mais naquele look, fosse uma personalidade escondida por dentro da timidez ou um ótimo bom gosto para combinação, que não se mostrava através daquela farda de trabalho.
Aqui no blog já foi mencionado por várias vezes que suas roupas lhe definem sim, e que através delas você pode mostrar o melhor de si mesmo. O nome disso vocês já sabem: identidade pessoal, atitude essa que foi a mais forte tendência de 2016, onde o mundo da moda resolveu quebrar os velhos padrões de combinações e regras para dizer ao público “seja você mesmo e use o que você deseja, mesmo que os outros não gostem, porque se você tem que ser autêntico a alguém, seja a si próprio”. Mas como mostrar meu estilo pessoal se nem eu mesmo sei quem sou realmente? Essa jornada rumo a você mesmo não é uma tarefa fácil. Confesso que estou nela há tempos e ainda continuo descobrindo coisas sobre mim mesmo e isso vai refletindo no meu modo de vestir. Quanto ao resultado, acabei percebendo que meu estilo pessoal não veio apenas com o blog, mas desde a infância, quando sempre optava pelo incomum, pelo diferente e que mais tarde isso refletiu no meu estilo. Não que eu me ache o “diferentão do Ceará”, mas sei que estou longe de usar aquilo que as pessoas consideram convencional, até porque quem usa casacos ou determinadas peças de sobreposição em pleno calor do Nordeste?
A cada post onde comentava sobre identidade pessoal, tinha como intuito que vocês passassem pelo mesmo que eu e através disso descobrissem o que poderiam fazer com seu estilo pessoal. Mas como disse anteriormente, não é uma tarefa fácil, por isso resolvi tentar ajudar, mostrando como funciona a maneira como me visto ou dizendo como é construída a identidade Garoto in Foco.
manual-garoto-in-foco2

Gosto de pegar o clássico e modificar, de pegar o fashion e deixá-lo mais fácil. Meu estilo é quando vejo um look que me agrada nas redes sociais e acrescento algo de maneira a diferenciá-lo, mas sem me preocupar com um estilo definido, como pegar uma calça de moletom e combinar com blazer e um boné aba reta, mas ao invés de tênis optar por uma Chelsea Boots. Percebem o quanto de peças opostas utilizei no mesmo look? Porém nem sempre são várias peças, pode ser apenas uma para quebrar o estilo convencional e dar aquela diferenciada, mas isso quem define é você. E quando uma longline é de paetê e combinamos com um look all black para dar aquele destaque? Não mesmo, pegue sua calça bike, junte com sneakers azul e jaqueta cropped verde esmeralda e combine com ela. Parece confuso falando assim, não é? Mas o resultado foi esse da foto que estão vendo. Ficou bacana, né? Uma das regras para o Estilo Garoto in Foco é não se limitar na hora de combinar, o céu é o limite para você.

manual-garoto-in-foco1
manual-garoto-in-foco3
manual-garoto-in-foco4
manual-garoto-in-foco5
manual-garoto-in-foco6

O mais interessante é que através desse post sua mente possa ser aberta para a liberdade de criar seu próprio estilo. Porém, caso isso não aconteça, é pra isso que temos o “Inspire-se” aqui do blog, para ajudá-los a compor um look bem ao meu estilo, porque o Garoto in Foco não se resume só a mim, mas a todos aqueles que querem ser diferentes. A maior regra é a liberdade. Pense nisso.

Abraços!

 

Por Daniel Saraiva em 6 de abril de 2016
Acabou o tempo da calça jeans e camiseta básica para ir ao casting, os tempos agora são outros. Mas claro, ainda existem alguns lugares que exigem isso, porém hoje estamos na era do “mostre quem você realmente é”. Em alguns sites de street style que têm como objetivo mostrar o estilo dos que  frequentam as semanas de moda internacional, às vezes era possível encontrar um modelo fazendo participação. Com o tempo esse número foi aumentando e começaram a perceber que modelos também tinham muito a mostrar. A partir daí surgiram sites especializados somente em registrar looks de modelos, tornando-os requisitados em estilo não somente nas passarelas, mas também fora delas. Existem modelos que conseguiram destaque no mercado devido ao estilo fotografado nesses sites.
Em meio a isso, é normal um modelo novato se sentir inseguro e não saber que roupa usar para ir a um casting de desfile, afinal eles são bem mais disputados que outros trabalhos. Deve-se levar em consideração que não é somente altura e beleza que contam para ser aprovado num desfile, personalidade é um dos requisitos mais importantes. E você sabia que através do seu estilo eles poderão avaliar sua personalidade? Por isso, muito cuidado na hora de escolher o que usar, não adianta querer ir o mais bem vestido possível se isso não faz parte do seu estilo, é preciso sustentar o look. E se você estiver vestindo algo apenas para impressionar, dificilmente passará uma impressão de estar realmente confortável.
Uma identidade única é o necessário para lhe fazer se destacar, o intuito desse post não é copiar os looks mostrados aqui, tudo é na base da inspiração. Para não fazer errado, veja qual deles se encaixa melhor ao seu estilo e monte sua ideia com base nas peças que você possui no seu guarda-roupa. Gosto sempre de inovar em cada casting, procuro montar um look que seja confortável e não tenha muita informação, pois isso também pode prejudicar. Nas vezes que opto por uma jaqueta, quando pedem para desfilar, chego a tira-la para facilitar na avaliação, porém existem clientes que insistem que eu continue com ela. Separei algumas inspirações de estilos que foram bastante elogiados em castings.

 daniel-saraivaestilo-de-modelo-gif-dicas1 daniel-saraivaestilo-de-modelo-gif-dicas2 daniel-saraivaestilo-de-modelo-gif-dicas3 daniel-saraivaestilo-de-modelo-gif-dicas4 daniel-saraivaestilo-de-modelo-gif-dicas5 daniel-saraivaestilo-de-modelo-gif-dicas6 daniel-saraivaestilo-de-modelo-gif-dicas7 daniel-saraivaestilo-de-modelo-gif-dicas8 daniel-saraivaestilo-de-modelo-gif-dicas9

Bom, essas são algumas dicas, mas vale lembrar que você deve sempre ser você mesmo. Vestir algo que te deixe à vontade é importante, pois não precisamos tornar esse momento ainda mais difícil, já basta a tensão do casting, né? No mais, desejo sorte a todos e lembrem: sendo ou não selecionado, o que vale é ter tentado. Esquece o medo e vai em frente.

Boa sorte!


Fotografia é algo que amo e aqui no blog isso fica bem explícito, porém muitos pensam que amo fotografar, o que não é verdade. Minha paixão é ser fotografado. Algumas pessoas até me perguntam se eu sou fotógrafo ou trabalho como freelancer, pois às vezes faço fotos de alguns amigos, mas por diversão mesmo, porém não pretendo investir nessa área. Sei que consigo bons ângulos das pessoas, mas para se tornar fotógrafo é necessário muito mais do que esses bons ângulos.

Por conviver bastante com fotógrafos, todo modelo acaba tendo uma noção de fotografia, e se você é curioso igual a mim, acaba aprendendo mais do que o básico e pegando muita dica. Tenho algumas noções que aprendi em cursos, com amigos e até pela internet, o que considero essencial para aplicar aqui no blog. Acho que muitos aqui pensam que as fotos de look são feitas por fotógrafos ou mesmo por uma câmera profissional. Na verdade quem geralmente me fotografa é meu amigo Hugo Nogueira que, assim como eu, tem algumas noções nessa área. Muito cedo aprendi a mexer no Photoshop e com a ajuda de cursos acabei me aprimorando.

camera2


A primeira câmera que usei para fazer as fotos aqui pro blog foi a SONY DSC-WX50 que comprei numa promoção por 400 reais. De início não botei muita fé, achava que era apenas mais uma compacta, porém essa câmera me surpreendeu e se tornou responsável por muitos dos cliques de posts que vocês vêem por aqui. Ela é ótima para quem deseja imagens com boa qualidade e o seu grande diferencial é o desfoque, ela faz fotos mega desfocadas, capaz de causarem inveja em muitos fotógrafos, mas confesso que para conseguir esse desfoque não é tão simples e, por ela ser uma compacta, ele não sai assim tão perfeito. Por isso, se você deseja possuir uma no mesmo modelo, é sempre fundamental que entenda um pouco de Photoshop.
Ela não foi feita para que você banque o fotógrafo, aliás, se você quer investir nessa carreira, tem que começar com uma semi profissional. Como eu não desejo essa área e só queria uma câmera para que as imagens não fossem feitas pelo celular, essa me ajudou muito. Eu a indico para quem quer ser blogueiro ou mesmo deseja ter fotos numa qualidade melhor e não tem condições de comprar uma profissional.


camera3
Pontos Altos
Seu desfoque é excelente e ainda vem com algumas funções para uma fotografia diferente, como fotos com vinheta, destaque no vermelho, desenho e desfoque em lugares específicos. Além disso, ela é fácil de manusear e não tem tanta dificuldade. Suas fotos com flashes são sem comentários de tão perfeitas, e olhe que eu detesto foto com flash. 


Pontos Baixos
Quanto aos pontos baixos, eu prefiro deixar bem claro que essa é a minha opinião, e por conta de você ter uma noção de fotografia, com o tempo você começa a ficar mais exigente, começa a exigir mais de uma câmera e passa a querer uma que facilite a sua vida. Então, o desfoque nem sempre funciona tão bem e a câmera acaba desfocando partes que não são para desfocar. Por seu visor ser muito colorido as fotos aparecem de um jeito no display e ao passar para o computador ficam de outra maneira, mas nada que um brilho, contraste e alguns ajustes não resolvam. Às vezes acontece do pixel da foto não ficar tão bom após a edição, ou seja, se você ampliar a imagem não terá mais detalhes dela e sim uma foto cheia de pontinhos, então muita atenção quanto a isso.
Digo e repito: para quem ama fotografar o cotidiano ou mesmo está começando um blog, vale a pena investir nessa câmera e não haverá arrependimento, e à medida que você for se aprimorando, vai mudando de equipamento.

Aqui algumas fotos feita por ela.

dsc05114 dsc04291 dsc04269 dsc04001 dsc03502 dsc03385

Abraços!