Todos os posts sobre Diario de Viagem

Quanta saudade tenho de escrever neste espaço no sentido de algo mais pessoal! Adoro quando tenho a oportunidade de compartilhar uma experiência ou dica com vocês por aqui. Sinto que, por mais que já tenha falado, há ainda muito de mim a mostrar e por isso fico feliz quando há essa oportunidade. Desta forma decidir mostrar esse Diário de Viagem, que foi bem diferente dos demais.

Em feriados de carnaval escolho lugares que não comemorem essa festividade, por isso Guaramiranga sempre foi um destino certo, até surgir a oportunidade de conhecer Mulungu, cidade vizinha. Quando vi que onde estaríamos hospedados seria longe da cidade fiquei bastante empolgado, pois em algumas viagens gosto daquela tranquilidade, principalmente envolvendo a natureza. O lugar é chamado de Sítio do Elo.

diario-de-viagem64

diario-de-viagem63

A viagem não foi direcionada a descanso e passeio, na verdade o intuito seria fotografar para quatro marcas. Diferente dos trabalhos anteriores, nesse cada marca se encaixava na outra para completar a sessão. Não as fotografamos separadamente e sim juntas, porém para cada marca a foto tinha como foco seus produtos. As que participaram da sessão foram Gêmeos Bag, Chapelaria Bagagem Extra, Look Zolly Jeans e RK Acessórios, as quais para duas delas tive o prazer de trabalhar pela primeira vez. Como a casa em que ficamos tinha um espaço enorme isso facilitou bastante o trabalho, pois tínhamos vários cenários no mesmo ambiente e não precisamos nos locomover para outros lugares, o que só nos tomaria muito tempo.

making-of73 diario-de-viagem49

Como em todo trabalho há sempre os desafios, mesmo com anos de experiência na profissão ainda sinto o mesmo nervosismo e ansiedade como se fosse minha primeira vez. Quando estou fotografando procuro dar o meu melhor, pois nesse mercado um trabalho bom soma com os demais, mas um trabalho ruim pode comprometer sua imagem como profissional, além da equipe envolvida. Um modelo deve ser como um ator, porém ele interpreta um personagem na hora das fotos e essa sempre será a parte mais difícil. É necessário pensar nas poses e expressões que serão feitas e se será possível passar a mensagem que a marca deseja  no ambiente em que se está. Mas a melhor parte de tudo isso é ver que depois de finalizado o resultado saiu melhor que o esperado.

diario-de-viagem54 diario-de-viagem61 diario-de-viagem51 diario-de-viagem50

Eu nunca entendia quando um modelo viajava a trabalho e alegava que não teve tempo de conhecer o lugar, sempre dizia que comigo seria diferente e que se possível nem dormiria, só para explorar o lugar. Isso eram apenas teorias de quem não conhecia bem o que fazia, pois na prática as coisas foram bem diferentes. Como foram quatro marcas o trabalho foi bem extenso e, quando finalizado, sempre procurava descansar ou mesmo dar uma volta no lugar. Não consegui conhecer tudo de Mulungu inclusive pela falta de tempo, mas visitei a cidade, que não é grande e até arrisquei uma noite de passeio em Guaramiranga, que para ser sincero não valeu muito a pena. Ficamos todo o carnaval sem sinal de internet, o que permitiu curtir mais do lugar e ter a experiência de ficar um longo tempo offline, algo que recomendo se fazer de vez em quando.

diario-de-viagem58 diario-de-viagem57 diario-de-viagem55 diario-de-viagem53

Estava um pouco na dúvida se faria esse post por conhecer tão pouco da cidade e não poder colocar mais informações, mas senti que precisava compartilhar essa experiência, tanto pela viagem como pelo trabalho. E mesmo não conhecendo tudo de Mulungu me senti bastante bem recebido e me permiti curtir cada momento daquela natureza maravilhosa. E não poderia deixar de mencionar o quanto sou grato por todas essas oportunidades que estão chegando para mim. Pequenas viagens, grandes experiências. E que venha a próxima.

Abraços!

Por Daniel Saraiva em 14 de dezembro de 2016

Uma folguinha no fim do ano era tudo o que eu vinha desejando nos últimos dias. Pois não é que o meu pedido acabou sendo realizado? Voltei para Canoa Quebrada, um destino já bastante frequente meu e que vocês já conhecem de viagens passadas. Mas diferente das outras vezes, fui com o objetivo de descansar e desacelerar da rotina agitada que estava vivendo, sem nenhum plano de fazer Diário de Viagem. No máximo faria apenas algumas fotos, mas explicarei o que me fez mudar de ideia.

diario-de-viagem43 diario-de-viagem40 diario-de-viagem41diario-de-viagem45 img_2227

Diferente das outras vezes em que estive nesse lugar, nessa fiquei em uma pousada chamada Green Paradise, que na verdade mais parecia um condomínio fechado. O lugar era fantástico, com piscinas enormes, ao lado da praia e com casas muito confortáveis de se estar. O ponto negativo se dava pela distância do centro da cidade, mas para quem queria sossego e descanso foi a escolha perfeita. Como já mencionei, Canoa Quebrada é uma das melhores praias que o Ceará possui. O lugar tem realmente uma energia incrível, que faz você querer voltar várias vezes por lá. E como os lugares que fiquei eram novos para mim, acabei mudando de ideia e resolvendo registrar algumas coisas para mostrar aqui. Quem me acompanhou pelo Snapgram (@danielferreirasaraiva, segue lá) viu as fotos e vídeos que registrei durante a viagem. Tentei ficar off por um tempo, mas quando você passa por lugares tão bacanas o dedo chega a coçar para registrar e postar tudo o que vê e acabou sendo dessa forma comigo.

img_2274 img_2281 img_2258 img_2264 img_2259 img_2243 img_2240 img_2251 img_2253 img_2255

Nessa viagem, como fiquei um pouco distante de toda atração principal, que é a Brodway, tive o prazer de conhecer um outro lado da cidade, mais tranquilo e deserto, um lado não tão turístico, feito para o descanso de quem passa por lá. Pela primeira vez fiz um passeio de buggy, que inclusive valeu muito a pena e rodamos a praia de uma ponta a outra, sem falar que conheci a famosa Tirolesa na Duna, o último lugar de Canoa que gostaria e tinha curiosidade de ir. A Tirolesa fica em um dos pontos mais altos das dunas, onde o grande diferencial é que possui uma lagoa no final dela, é quase um Oasis naquele deserto, uma verdadeira aventura.

img_2281 img_2289 img_2291

Nesses últimos dias o Ceará está passando por um verão muito quente, sendo ótimo para quem quer curtir uma praia, porém, vale ressaltar que nem protetor solar está dando conta, que foi o que aconteceu comigo. A praia, que era extremamente deserta, ficava ao lado da casa, o que me deixou mais à vontade para tomar banho e curtir tudo aquilo – em outras palavras, soltar minha criança interior. E a melhor parte eu tinha que contar: finalmente consegui fotografar o lindo pôr do sol de Canoa. Lembram da viagem passada, que acabou sendo frustrada pela falta de Sol? Pois dessa vez deu certo e foi perfeito, tudo isso incluído no passeio de buggy, sem falar a emoção de subir e descer aqueles paredões de areia.

img_2270diario-de-viagem46

Aproveitei ao máximo o que estes três dias me proporcionaram e por isso não fiz muitas fotos, pois revezava entre descansar e curtir, no intervalo de um para o outro era que conseguia registrar algo. Consegui desacelerar e despreocupar durante esse período e voltei pronto para mais uma vida agitada. Viajar tem mais essa vantagem, lhe faz pensar melhor nas coisas contidianas e no quanto você desperdiça seu tempo com situações que não valem a pena. Por isso, sempre que puder faça uma viagem, mesmo que para um destino próximo. Desacelere e viva de verdade cada momento, sua vida pede isso e com certeza você merece.

Abraços!

Por Daniel Saraiva em 10 de agosto de 2016
Fugir de um problema nunca será a melhor opção, mas em alguns casos, insistir para resolver se torna destrutivo psicologicamente, não é mesmo? Pense só no quanto sua vida está se repetindo e os problemas parecem não ter fim, e quando você finalmente se vê livre de um, rapidamente vem outro. Desgastante é a palavra certa e você começa a se perguntar se essa é a vida que tanto queria. Meu conselho em relação a tudo isso? Viaje. Pode parecer meio imaturo ou mesmo radical demais, afinal, quem vai largar praticamente tudo do nada para se aventurar no desconhecido? Mas percebem o efeito dessa última frase na sua vida ou mesmo o quanto essa palavrinha desconhecida causa uma sensação diferente? Talvez seja isso que você precise, de uma quebra de rotina, de um diferencial pro seu cotidiano. Podem até pensar que falar é fácil, mas acredite, viajar não é tão difícil quanto pensa, basta querer.
Imagine agora o seu problema e em seguida analise o seu tamanho. Qual deles é maior? Agora pegue o seu problema e o compare com o mundo. Qual deles se torna maior? Talvez quando você começar a explorar  1% desse vasto mundo que habitamos encontrará saída para sua exaustiva rotina. Aprendi que algumas vezes é preciso fugir do problema, não para se esconder, mas para vê-lo de longe e assim ter uma perspectiva diferente olhando de fora. Viajar não é tão fácil, eu sei, não se trata de juntar tudo e sair pela primeira estrada, temos obrigações e deveres que infelizmente nos prendem a esse cotidiano, mas não as use como justificativa para ficar. Use-as como um motivo a mais para sair por um tempo, isso não será irresponsabilidade, mas amor pela vida e principalmente por você mesmo, sentimento que muitas vezes esquecemos de alimentar.
Viajar não vai te curar de tudo, mas te fará mudar em muita coisa, por isso, viaje. Se você está preso a milhares de coisas que não te permitem sair, desate todos esses nós e não perca tempo: viaje. Talvez quando estiver no avião e vir lá de cima pessoas em tamanho de formigas, perceberá que os problemas não são tão grandes quanto se pensa. Começará a ver o mundo por uma perspectiva diferente, verá sua vida de uma maneira diferente, pois afinal você estará fora dela por um tempo.
Não viemos ao mundo para viver uma vida de tormento. Viajar não te faz um covarde, mas te dá a oportunidade de sair de um lugar que não está te acrescentando nada. Em algumas situações colocamos inúmeros empecilhos para nos prendermos ao mesmo lugar, mas não custa insistir, mudar. Entenda, não estou pedindo para que fuja e sim para que você se ausente durante alguns dias, pois acredito que é isso que você precisa. Não importa o lugar, desde que você vá.

 

Acredite no que digo, viajei e me curei de muitos problemas que achava sem solução mas que precisava apenas enxergar de um outro ângulo. Precisava de um tempo para respirar e para esquecê-los, mesmo que por algumas horas, para assim começar a ver outras coisas nas quais sou realmente bom, porque um problema te traz cada vez mais para baixo. Viaja te impulsiona, te faz ir além. Eu viajo sempre que posso. E você, que tal viajar também?

Abraços!

Quando resolvi documentar minhas viagens através desse quadro já possuía um histórico de lugares visitados. Porém, estabeleci como meta voltar a cada um deles para conhecer mais um pouco e também para poder  registrar melhor a minha experiência com a cidade e expor isso por aqui. Claro que ainda há uma lista enorme de lugares para conhecer e os planos são muitos, mas sabemos que é necessário mais do que planos para executá-los, então aos poucos espero ir conseguindo realizar.

Minha última viagem foi um retorno a Natal, no Rio Grande do Norte e embora tenha sido para um lugar ao qual eu já houvesse ido, há sempre algo novo para ser explorado. E foi essa viagem que me fez perceber que não conhecia nada dessa cidade maravilhosa da qual só tenho coisas positivas para retratar. Foi uma viagem curta e cansativa, porque conhecer muitos lugares em dois dias não é tão fácil como se imagina, mas valeu muito a pena.

diario-de-viagem20 diario-de-viagem22 diario-de-viagem21

A cidade
Ficamos hospedados na pousada Maria Bonita, que fica em Ponta Negra, área nobre da cidade e super bem localizada, ou seja, tínhamos tudo por perto e chegou a ser difícil escolher apenas um lugar para conhecer na noite da cidade. Como fiquei apenas uma noite, tinha que escolher bem o lugar onde iria comer, então o dono da pousada nos sugeriu conhecer o restaurante Samburá, que alegava ter a melhor pizza de Natal. Bom, para ser sincero realmente foi a melhor pizza que já comi, não foi à toa que indiquei pelo snap durante a viagem (segue lá danielsaraivaf) não só pela comida, mas o ambiente possuía aquele aconchego de casa, além de oferecer as músicas que você deseja na sua playlist . Mas para quem não gosta de pizza há também uma grande variedade de lugares para visitar na região.

diario-de-viagem38

Despesas
Ao todo foram gastos R$ 360, 00 por tudo, um número muito bem aproveitado, se levarmos em consideração outras empresas que cobram um preço bem mais alto por um passeio com menos vantagens. Lembrando que esse valor final só foi possível graças à empresa de excursão, que nos indicava os melhores restaurantes e lugares por um preço acessível, o que no final me fez perceber que a viagem saiu muito em conta.

Atrações

Uma das principais atrações da região é o maior cajueiro do mundo. Vale a pena a visita para conhecê-lo e não se esqueça de tomar o suco de caju, que é oferecido ao final do tour. O cajueiro fica na Praia de Pirangi do Norte, onde é feito um passeio de barco pelos corais, onde optei por não ir para desfrutar mais da praia, pois na viagem anterior já havia conhecido os corais. Não me arrependi, a praia é ótima para banho e um pouco deserta, deixando você mais à vontade. As praias que também conheci na excursão foram a Praia das Rendeiras, Praia dos Artistas, Praia do Forte, Ponta Negra e Genipabu, mas como o tempo era curto não pude desfrutar de todas elas.

Conhecer o Forte de Natal é como viajar na história de Rio Grande do Norte, portanto essa foi uma parte muito importante da excursão, poder conhecer cada compartimento daquele monumento histórico, sem falar que a vista ao redor é de tirar o fôlego. Senti muita vontade de tomar banho na praia do Forte, de tão bela que ela é.

Pela primeira vez conheci um aquário que era zoológico – preciso dizer que acho meio cruel a ideia desse tipo de atração pelo que já vi de alguns zoológico espalhados pelo mundo,  porém, esse é diferente, o Aquário de  Natal resgata animais que não têm condições de viverem no seu habitat natural e cuida para que ele tenha uma vida semelhante a da natureza. O Aquário não faz parte de nenhuma organização governamental e tudo é sustentado com as visitas que o local recebe. Gosto tanto de animais que em alguns momentos do passeio parecia uma criança admirando os bichinhos Foi uma experiência incrível.

diario-de-viagem23 diario-de-viagem25 diario-de-viagem26 diario-de-viagem27 diario-de-viagem28 diario-de-viagem29 diario-de-viagem30 diario-de-viagem31 diario-de-viagem32 diario-de-viagem34 diario-de-viagem35 diario-de-viagem36 diario-de-viagem37 diario-de-viagem38 diario-de-viagem39

Apesar de ter conseguido o prodígio de conhecer muita coisa dentro de dois dias, meu conselho é que você passe no mínimo uma semana para fazer uma viagem completa. Natal é uma cidade cheia de atração, por isso não dá para se limitar a passar poucos dias, cada rua tem algo para conhecer e no caminho de um ponto para outro vi muita coisa que tive vontade de parar a excursão para fotografar. Pretendo voltar futuramente com mais calma, porém o destino segue e quero planejar o próximo roteiro para visitar. A mala está lá no cantinho do quarto, só esperando a próxima aventura.

Abraços!